Terça-feira, 2 de Janeiro de 2007

TNA iMPACT! de 28/12/2006



Este foi o último iMPACT! do ano. Um ano que ficará marcado como o mais importante de sempre da TNA, uma companhia que continua lentamente e com dificuldades a crescer, a procurar o seu espaço e identidade no mundo do wrestling. O programa em si foi relativamente bom, mas sem nada de particular destaque a não ser o desenvolvimento das storylines já em curso. Num aparte, este texto vai ser mais curto do que o habitual, devido às contingências da época festiva.


Depois do recap dos acontecimentos da semana passada, o programa começou com Angle no escritório de Jim Cornette, a exigir um rematch contra Joe e a dizer que mesmo que este não lhe fosse concedido, arranjaria forma de o ter.

Combate de equipas [2-2]
Chris Sabin & James Storm vs. Christopher Daniels & Petey Williams


Duas storylines numa só, como tem vindo a ser hábito Russo fazer. Foi um combate a alta velocidade e repleto de acção, mas curto. Jerry Lynn esteve involvido no combate, ao tentar impedir Sabin de usar uma cadeira, mas Daniels não apreciou a sua presença e fez um "tope" aos dois, que estavam fora do ringue. Entretanto, Storm aproveitou o árbitro estar distraído com o brawling fora do ringue para atingir Petey com uma cadeirada e fazer-lhe o pin.
Vencedores: Chris Sabin & James Storm

Após o combate, Lynn tentou separar Daniels e Sabin, que continuavam a lutar, mas ambos ignoraram-no, o que acabou por fazer Lynn perder a paciência e atacar os dois. Basicamente, temos aqui o momento definitivo que estabelece o three way entre estes wrestlers no próximo PPV. Apesar de já não ser nenhum jovem, Lynn está ainda em grande forma e o combate promete muito.

Borash entrevistou Mitchell, acompanhado de Abyss, levantando dúvidas sobre a lealdade do "monstro". O próprio Mitchell reconheceu não saber se Abyss está do seu lado, mas ameaçou que se não estivesse, revelaria o seu "segredo", pois embora Christian e Tomko saibam "o quê", ele sabe o "porquê". Boa promo de Mitchell, para não variar!

Samoa Joe, de muletas, como consequência do ataque de Angle a semana passada, fez uma promo, acompanhado de uma rapariga (presumivelmente a sua namorada). Reafirmou que não quer um rematch contra Angle e não vai aceitá-lo em qualquer circunstância, porque o seu pensamento vai exclusivamente para o título da NWA, pelo qual que acha que merece uma oportunidade por tudo o que fez desde que está na companhia. Bom trabalho de Joe no microfone, como é costume seu. Questiono apenas a namorada, porque é algo totalmente inexplicado e que surge do nada, embora depois sirva para a storyline.

Os 3D (Ray e Devon) estão no ringue e dizem que já venceram todas as equipas na TNA menos os LAX. Runt aparece, vestido à Pai Natal e notoriamente embriagado, sendo repreendido por Ray e Devon por não se ter contido enquanto estiveram ausentes e ter-se envolvido inclusive numa confronto com Abyss. Runt vira-se contra os seus antigos companheiros, mas estes acabam por levar a melhor. Só que quando se preparavam para o atravessar por uma mesa, os LAX aparecem. Um brawl segue-se, que termina com Ray a fazer um powerbomb em Runt sobre Homicide através de uma mesa.

No segmento da Paparazzi Championship Series desta semana, temos um concurso de "dança da vara" (aquele jogo em que se tem de se passar por debaixo de uma trave que progressivamente vai baixando mais). Senshi, como sempre contrariado com tudo isto, salta por cima da vara em vez de passar por baixo dela, mas Nash considera válido à mesma porque esta competição é sob as regras de Bob Backlund (mais uma "in-joke" acerca de Backlund). Lethal acaba por ser o vencedor e é ele quem lidera a classificação da PCS. Tivemos mais alguns momentos bastante cómicos aqui, mas volto a perguntar: a que é que isto leva a médio/longo prazo?

Christian fez uma promo em que basicamente disse que apesar de Sting e Abyss estarem a conspirar contra si, vai ganhar o combate que tem contra os dois nessa noite e voltará a ser campeão no próximo PPV.

Os VKM estão no exterior de um evento da WWE a promoverem a TNA junto dos fãs que lá estão.

Combate de singulares
Robert Roode vs. Lance Hoyt


Super curto, com pouco mais de um minuto. Serviu para Killings estar no comentário e ter um pouco de tempo de microfone e para avançar a história de Roode, Miss Brooks e Eric Young. Isto porque antes do combate Brooks levou Young para a casa de banho. Só volta no fim do combate, ainda a vestir-se, quando Hoyt se prepara para aplicar um chokeslam em Roode. A distracção permite a Roode aplicar um suplex a Hoyt e ganhar o combate.
Vencedor: Robert Roode

Eric Young aparece nos bastidores à saída da casa de banho, completamente atordoado e cheio de marcas de batôm.

Combate de singulares - Nighstick on a pole
Sting vs. Abyss vs. Christian

Neste combate, está pendurado um bastão de polícia num dos cantos e o primeiro a retirá-lo e atingir um dos advsersários com ele, será declarado vencedor. Sim, mais uma estipulação ridícula e inconsequente! Viva! Enfim, pelo menos durante os 5 minutos que o combate durou foi até bastante interessante, com muita interferência externa (de Mitchell e Tomko), como seria de esperar. Sting ganhou após atingir Christian com o bastão.
Vencedor: Sting

Após o combate, Tomko e Christian começam a atacar Sting, mas Abyss vai em seu auxílio, para grande fúria de Mitchell. Sting e Abyss fitaram-se fixamente e Sting entregou o bastão a Abyss, indo embora em seguida. De forma progressiva e consistente, Abyss continua o seu face turn.

Foram anunciados os vencedores dos prémios 2006 da TNA escolhidos pelos fãs via internet:

Tag team do ano - A.J. Styles e Christopher Daniels
Feud do ano - Samoa Joe vs. Kurt Angle
Wrestler do ano da X-Division- Samoa Joe
Wrestler mais inspirador - Eric Young
Combate do ano - LAX vs. Christopher Daniels and A.J. Styles num Ultimate X no No Surrender
Knockout (diva) do ano - Christy Hemme
Finisher do ano - Canadian Destroyer de Petey Williams
Momento do ano - Anúncio da contratação de Angle no No Surrender
A quem estar atento em 2007 - Kurt Angle

Finalmente, depois disto, foi anunciado o Sr. TNA 2006, ou seja, o preferido dos fãs, quem melhor representou a companhia em 2006. Mostraram-se vídeos dos nomeados: Samoa Joe, Jeff Jarrett, A.J. Styles, Kurt Angle e Sting. O vencedor foi Joe, para contentamento dos fãs! Mike Tenay entregou o troféu a Joe e quando este começou a discursar, surgiu Angle vindos dos bastidores, arrastando a amiga/namorada de Joe pelos cabelos e ameaçando aplicar-lhe o Ankle Lock se Joe continuasse a recusar um rematch. Joe viu-se obrigado a aceitar depois de Angle ter começado a aplicar a manobra na rapariga. Só que mesmo depois disso, Angle continuou a magoá-la e Joe, enraivecido e a coxear, acudiu a salvá-la, enquanto Angle fugia. Percebo a lógica deste segmento e certamente estabeleceu fortemente que Angle está disposto a tudo para ter o rematch, para além de adicionar um elemento pessoal extra ao feud. Só que pareceu-me pouco credível toda a história da namorada, demasiado "falsa"... Todo o build para os outros dois combate foi muito mais simples mas por isso mesmo mais realista.

O program terminou depois com um vídeo com imagens dos vários eventos da TNA ao longo de 2006. Como balanço, um programa sólido mas pouco memorável, que teve o mérito de ser menos apressado do que em semanas anteriores. Continua é a haver pouquíssimo wrestling, preterido em detrimento de angles e storylines.

Aproveito também para desejar a todos uma óptima entrada em 2007!
tags:

suck it by: WWE-Xtreme às 12:37
link do post | comentar | favorito
Wrestling Impact o teu site de wrestling!